fbpx

Ok, o marketing de conteúdos é que é. Mas quais conteúdos?

O apelo do marketing de conteúdos é que parece uma ferramenta de baixo custo, senão grátis.

O problema é que grátis, grátis, não há quase nada. O custo está sempre por ali escondido.

No caso do marketing de conteúdos, nem sequer está muito escondido. É verdade que a distribuição dos ditos conteúdos pode ter um custo muito reduzido – pode ser feita via “owned media” – como este blog, por exemplo – que quando tudo corre bem conquistam boleias nos “earned media” – citações nos blogs alheios, retweets, shares, likes etc.

Só que o pressuposto de poder usar todos esses canais que nos últimos anos nos caíram no colo é ter conteúdos de qualidade para distribuir. E é aí que a coisa se complica.

Não, não tenho uma fórmula mágica. posso sugerir que você procure a Hamlet – temos feito conteúdos para os nossos clientes ou para o nosso próprio uso (a propósito: já subscreve a newsletter da Hamlet?).

Mas, caso prefira fazer as suas primeiras experiências em casa, aqui vão estes 13 atalhos para uma estratégia de conteúdos eficaz, da DotSearch.

 

Eu achei interessante. Espero que seja útil para si também.

 

Jayme Kopke

Botão_newsletter_2

CATEGORIAS:
Business to business, Comunicação de marketing, content marketing, Marketing B2B