5 óptimas fontes de know how em marketing

Se reparar nas empresas e pessoas cujo sucesso admira, vai encontrar um ponto em comum: todas elas são máquinas de aprender.

Na Hamlet procuramos seguir esse caminho. E, vai daí, lembrei-me de partilhar consigo 5 fontes de informação sobre marketing, comunicação e vendas  que nos têm permitido estar sempre a aprender mais alguma coisa – e algumas são de graça.

O facto de ser de graça poderia levar a duvidar da qualidade. Não é o caso. Aqui, são 5 grandes profissionais de marketing cuja forma de angariar e fidelizar clientes inclui a farta distribuição de conhecimento.

É claro que não fazem isso por bondade. O objectivo – declaradíssimo – é que acabemos por comprar algum dos seus produtos: cursos, newsletters pagas, seminários…

É um modelo conhecido, predominante na internet, e que funciona. Os dois lados ganham: quem produz o conteúdo ganha fãs que não só acabam por comprar alguma coisa como divulgam se tornam divulgadores e vão recrutar outros fãs. Quem consome ganha acesso a gratuito conteúdo de grande qualidade, com a condição de ouvir uma mensagem de vendas de vez em quando.

1. Drayton Bird.

Lenda viva do marketing direto, Drayton foi em tempos recrutado por ninguém menos do que David Ogilvy para organizar o braço “direct” da Ogilvy & Mather.

Como diretor criativo da Ogilvy Direct, hoje OgilvyOne, andou pelo planeta a evangelizar gerações de publicitários e anunciantes para as virtudes do marketing directo.

O seu livro Commonsense Direct & Digital Marketing é leitura indispensável para quem quer que ande na comunicação de marketing.

Vários dos gurus de marketing que pontificam na internet, por terem como target empreendedores individuais ou pequenas empresas, cultivam um discurso  anti-marca, ou seja, contra a comunicação criada pelas agências para as grandes empresas. Drayton, embora também vise esse mesmo target, compreende perfeitamente o valor das marcas – só não o dissocia da ideia de mensurabilidade e de resultados.

Como todo praticante do marketing direto, Drayton sente-se em casa na internet. Usa com desenvoltura o e-mail ou o vídeo online para promover os seus seminários e cursos. Pelo caminho, vai distribuindo bom conteúdo de graça – por exemplo as suas 51 helpful marketing ideas.

Naturalmente, quem quiser absorver mais depressa o seu know-how pode sempre comprar os seus cursos. O que está no link, é uma sequência de 3 vídeos, creio que de cerca de uma hora cada um, sobre  como escrever e persuadir. Eu comprei e recomendo.

2. Perry Marshall

Perry Marshall é conhecido principalmente por ter sido dos primeiros a explicar ao mundo a forma de usar e fazer dinheiro com os links patrocinados – aqueles pequenos anúncios que aparecem acima e à direita dos resultados dos motores de busca, e que estão na base do negócio bilionário do Google (e agora também do Facebook, por exemplo).

O seu Definitive Guide to Google Adwords é leitura obrigatória para quem quer que se interesse por marketing online – mesmo que nunca venha a usar os tais adwords, nunca mais vai olhar para a internet da mesma maneira.

Mas Perry Marshall vai mais longe. As suas newsletters e mini-cursos por email, como esta sobre Google adwords, ou esta sobre como ganhar visibilidade através de whitepapers, são especialmente interessantes para quem está no B2B e admiradas pelos melhores praticantes do email marketing, cobrem uma grande variedade de tópicos, às vezes mais técnicos, outras vezes mais focadas nos princípios básicos do marketing online – que Perry, como as outros bons gurus da área, vai sempre buscar à mesma fonte: o marketing direto.

 

3. Ken McCarthy

Ken McCarthy gaba-se, com argumentos muito bem documentados, de ter visto o potencial de negócio da internet antes de toda a gente. Foi certamente visionário ao perceber, já em 1994, os princípios básicos de funcionamento do marketing online. Princípios enunciados num vídeo espantosamente actual, apesar dos 17 anos de acelerada mutação tecnológica que se seguiram.

O seu System Seminar – o curso de internet marketing que promoveu ao longo de vários anos – tem reunido nomes do porte de Perry Marshall, Drayton Bird ou do designer Ben Hunt. Muitos desses profissionais gravaram com ele óptimas entrevistas, que em certas alturas são disponibilizadas grátis no seu site.

 

4. Ari Galper

Ari Galper tem uma abordagem interessante sobre o que faz uma venda funcionar. Para ele, a técnica tradicional – baseada na persistência e numa inesgotável capacidade de encaixar a rejeição – está errada.
Na sua concepção, o foco já não é conseguir a venda, custe o que custar, mas chegar à verdade. Ou seja, verificar, a sério, se há ou não encaixe entre a expectativa do cliente e aquilo que temos para vender.
Essa abordagem menos agressiva, baseada num treino de linguagem cujo efeito é diminuir a pressão sobre o comprador, curiosamente não diminui a eficácia da venda. Pelo contrário, permite ao potencial cliente baixar as barreiras e desbloquear a conversa. Confira aqui as ideias de Ari Galper.

 

5. Michael Senoff.

Na verdade não sei muito sobre Michael Senoff, mas sei que vou com frequência ao seu site para buscar óptimas entrevistas em MP3. Entrevistas sobre marketing, vendas, negociação, copywriting e muitos outros temas.
É o isco – grátis – que ele encontrou para vender os seus produtos, cuja promoção às vezes aparece, numa espécie de intervalo comercial, no meio das entrevistas. Mas o reclame não chega a atrapalhar, porque felizmente, os leitores de MP3 vêm todos equipados com um botão para fazer fast forward. Se a mensagem do patrocinador não interessar, carregue no botão e continue a ouvir, tranquilamente, a sua entrevista.

 

Jayme Kopke

Botão_newsletter_2

CATEGORIAS:
Marketing B2B