fbpx

A grande dúvida nesta altura do ano

Eis a questão… que nem se coloca: é claro que lhe desejamos umas Boas Festas. Simplesmente, na Hamlet gostamos de pensar antes de fazer. E, quando fazemos, não gostamos de fazer sempre igual. Isto vem ainda mais a calhar este ano, em que o Natal será, por si só, tão diferente – mas nem por isso deixará de ser o Natal. Aquela época em que, mesmo no sisudo mundo das empresas, por uma vez nos lembramos de quem somos.

Por estes dias, pelo menos, não somos apenas profissionais: colegas, clientes, concorrentes, fornecedores uns dos outros.

Mas pessoas. Com gostos e manias e paixões e pontos fracos e toda uma vida “lá fora”. Que talvez até nem fizesse mal trazermos um pouco mais cá “para dentro” – para este mundo paralelo em que só há trabalho e coisas sérias.

Que melhor ocasião para isso do que uma mensagem de Natal?

Está a ver aquela imagem lá em cima? Não foi feita por nenhum designer ou ilustrador profissional.

Foi feita por um redator – eu próprio – para quem o desenho e as cores têm sido uma companhia nos tempos livres.

É uma linguagem muito, mas muito fora da minha zona de conforto.

Como o nosso príncipe da Dinamarca, hesitei um bocado antes de partilhar as minhas insuficiências artísticas com os amigos da Hamlet.

Ao decidir fazê-lo, foi para deixar bem à vista o quanto esta mensagem nada tem de protocolar.

Com o meu desenho de amador, é mesmo algo de mim – e de nós todos da Hamlet – que partilho consigo neste postalinho de Natal.

Como, de resto, procuramos fazer em tudo mais, e o ano inteiro.

 

 

Em nome de toda a equipa da HAMLET,

Jayme Kopke

 

 

 

 

Categorias:
Blog, cultura, Eventos, Sem categoria