fbpx

Os seus colaboradores não vestem a camisola?

Se calhar o problema não está neles.

As empresas, mesmo aquelas que têm e cultivam uma marca, não costumam ligar muito à comunicação com os seus trabalhadores.

Não é que  ela não aconteça. Mas, na maior parte dos casos, acontece de modo reactivo, não planeado e sem um cuidado Comunicação Internaespecial com o conteúdo e a forma das mensagens.

É como se a marca, com tudo o que nela está embutido, só tivesse que existir da porta para fora. Como se os colaboradores não tivessem que ser, como os consumidores e clientes, informados, convencidos e conquistados para determinados comportamento.

Como mostra este belo vídeo de comunicação interna do Corinthians, campeão da Copa Brasil de futebol, o balneário é muito importante. E nas empresas não é diferente.

Se as vitórias ou derrotas de uma empresa não acontecem geralmente em 90 minutos, o que decide o resultado é a mesma coisa: a qualidade de quem joga. E qualidade aqui significa talento individual organizado em equipas que se entendem, têm objectivos claros e partilhados, seguem uma boa estratégia e têm muita fome de ganhar.

A capacidade da empresa para se comunicar com a sua equipa é decisiva em cada um desses pontos. Para recrutar o melhor talento, para criar um forte espírito de grupo, para que os objectivos e as estratégias sejam entendidos e assumidos e para que o moral se mantenha alto dia após dia, mesmo que não se goste particularmente do chefe ou lá fora a praia esteja fantástica.

A comunicação interna é fundamental para criar equipas coesas, entusiasmadas e vencedoras.

Jayme Kopke

Botão_newsletter_2

Categories:
Business to business