Fuja à normalidade

Enquanto publicitário, gosto de desafios. Mais do que receber um brief a pedir um anúncio de imprensa, um filme de 30’’ ou um mupi, gosto que me apresentem um problema para o qual deva pensar numa solução. E mesmo que a solução mais óbvia pareça ser um anúncio de imprensa, um filme de 30’’… ou mesmo um mupi, prefiro pensar sem ideias pré-concebidas e encontrar uma solução criativa que possa envolver outro tipo de media.

Há quem faça isso muito bem. Para promover um filme de terror, por exemplo, não é obrigatório passar por um trailer tradicional que passe no cinema ou na televisão, com custos provavelmente elevados, como se pode imaginar. Veja só:



Resultado: mais de 40 milhões de visualizações em três semanas. De susto, não?

Quanto ao custo da media, há de ter bastado uma boa divulgação em redes sociais e a colocação do vídeo no YouTube. Que campanha de imprensa teria um tal resultado com o mesmo custo? Ou que campanha de televisão? Ou que rede de mupis?Newsletter da Hamlet

Manuel Caetano
da Hamlet

CATEGORIAS:
Comunicação de marketing