Descoberto o que havia na mala da Pepa

Lembram-se da mala Chanel da Pepa? Pois agora já sabemos o que havia lá dentro.

E não era nada de especial: na verdade, era o mesmo que se encontra no “marketing digital” feito por muitas empresas por aí.

Assine a newsletter B2B da HamletSejam pequenas empresas, que teriam tanto a ganhar com as possibilidadesdo digital para quem tem pouco para investir em comunicação. Ou sejam grandes empresas, como se viu na gestão deste episódio.

O que havia na mala da Pepa era só falta de bagagem.

Vem isto a propósito da edição deste ano do Executive Marketing em Marketing Digital do ISLA, no qual sou responsável pelo módulo de Branding Digital. É em Outubro, e se a sua empresa não está ainda a pensar em inscrever ninguém, devia.

O curso tem a coordenação do João Pinto e Castro e um corpo docente de primeira –  profissionais a sério do mercado, todos com a experiência real, não só académica, do marketing digital.

Quem tem interesse em ganhar uma boa bagagem em marketing digital deve inscrever-se.  E rápido: há preços especiais, parece, para quem o fizer com antecedência. Veja aqui.

Aventurar-se pelo marketing digital sem essa bagagem, como se viu neste caso da Pepa, pode ser arriscado.

Como dizem na minha terra, “jacaré que dorme vira bolsa de madame”. Acorde e faça já as inscrições da sua empresa. Ou prefere transformar-se numa mala da Pepa?

 

Jayme Kopke

da Hamlet

CATEGORIAS:
Internet, Marketing Digital, O mundo online, PME, Redes sociais