Academia APAN: Como avaliar ideias criativas

Briefing – 18-05-2012

A Academia APAN já está em curso e são vários os programas de formação previstos para os próximos meses. O próximo curso, que decorre a 22 e 23 de maio, é dedicado a “Como avaliar ideias criativas”, tendo como principal objetivo explorar e consolidar os diferentes critérios que podem (e devem) estar subjacentes à avaliação de ideias criativas em matéria de publicidade e comunicação.

Esta formação estará a cargo de Jayme Kopke, diretor-geral da Hamlet, que irá abordar questões como a objetividade e subjetividade de uma campanha ou de um conceito criativo, ou, a forma como pode ser percecionado pelo público-alvo, tendo em conta o contexto das boas práticas e as técnicas utilizadas na comunicação publicitária. Neste contexto, serão também discutidas as potencialidades do brief criativo, a importância dos mecanismos de teste, e aquilo que pode ser considerado “bom” ou “mau”, entre outros aspetos. Para além disso, haverá ainda espaço para exercícios práticos e simulações, e para análise alguns casos de estudo.

A Academia APAN é uma nova área de atuação da associação, que pretende a acrescentar valor à atividade dos seus associados, e que se assume como um programa pioneiro no setor. Através desta iniciativa, aberta a não associados, a APAN visa disponibilizar aos profissionais portugueses um conjunto de ferramentas de trabalho, e potenciais soluções para os desafios do mercado atual, conseguindo, ao mesmo tempo, incentivar as empresas portuguesas a investir no marketing e comunicação de forma mais conhecedora, com o objetivo de otimizar o potencial dos seus recursos.

Hamlet faz conteúdos para novo site da mobilidade em Lisboa

Até ao final deste ano vai ficar mais fácil usar os transportes públicos da região de Lisboa. Com conteúdos desenvolvidos pela Hamlet, o Portal Viva permitirá aos cerca de dois e meio milhões de habitantes da área metropolitana comprar ou carregar o Cartão Lisboa VIVA através da internet.

Principal suporte do sistema de bilhética multimodal da Área Metropolitana de Lisboa, o cartão Lisboa VIVA permite o carregamento de passes e bilhetes de 17 operadores de transportes. Também dá aos seus utilizadores uma série de vantagens, como descontos em lojas, cinemas e outros serviços.

Junto com o  cartão recarregável Viva Viagem (e 7 Colinas), o Lisboa VIVA é gerido pela OTLIS, cuja tecnologia também está por trás do cartão Lisboa Card e, em breve, do acesso aos estacionamentos de Lisboa e da bilhética dos transportes públicos de outras áreas do país.

Ao facilitar a compra e carregamento dos passes e  do Zapping, o Portal VIVA terá tudo o que é preciso saber para tirar o máximo partido da rede de mobilidade urbana. Os conteúdos em desenvolvimento pela Hamlet incluem, além da forma de usar e vantagens do cartão, também informação sobre os operadores de transportes, itinerários e destinos interessantes.

Tendo clientes como a ANA, a Novabase ou a CA Seguros, a Hamlet– primeira empresa portuguesa especializada na comunicação B2B – tem colaborado com a OTLIS em projectos de consultoria de marketing e comunicação desde 2011. No Portal VIVA, cujo desenvolvimento tecnológico está a cargo da Novabase e da Card4B, a empresa dirigida por Jayme Kopke tem trabalhado em parceria com a Sercultur na definição dos conteúdos, identificação e selecção de fontes, programação editorial e redacção dos conteúdos do portal.